Vacinação: mais um capítulo na narrativa política da pandemia

Ana Teresa Peixinho, Felisbela Lopes, Rita Araújo, Clara Almeida Santos, Catarina Duff Burnay, Olga Estrela Magalhães

Resumo


Este artigo é um estudo de caso exploratório sobre a mediatização da primeira fase de vacinação contra a COVID-19 em Portugal. Analisa qualitativamente dois jornais diários generalistas portugueses – o Público, jornal de referência, e o Jornal de Notícias, jornal popular –, procurando compreender quais as estratégias discursivas utilizadas nas peças informativas sobre vacinação. A análise de discurso de 101 títulos, publicados entre 21 de dezembro de 2020 e 21 de janeiro de 2021, revela que a cobertura noticiosa dos dois jornais recorre essencialmente a duas estratégias discursivas: a politização do acontecimento, configurando uma narrativa que espelha um trabalho jornalístico excessivamente dependente de fontes oficiais; e a promoção de uma narrativa de esperança, contrastante com a narrativa distópica anterior, que dominou os primeiros meses de cobertura da pandemia.


Palavras-chave


vacinação; COVID-19; mediatização; discurso; narrativa; politização

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Licença URL: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/deed.pt_PT