Jovens e marcas: preferências, influências e afinidades no contexto pré-crise econômica brasileira

Daniel Kamlot, Veranise J.C. Dubeux

Resumo


O presente artigo identifica as preferências dos consumidores jovens brasileiros em relação a marcas no contexto anterior à crise econômica brasileira iniciada em 2014, fornecendo uma base de comparação para pesquisas futuras, em contexto pós-crise. Por meio de pesquisa descritiva de abordagem quantitativa, foi possível retratar a relação entre estes e as marcas na citada época. Um questionário foi elaborado a fim de obter da amostra pesquisada, de 171 pessoas em faixa etária considerada jovem e de ambos os sexos, suas impressões a respeito de marcas que consideram adequadas a seu consumo, em que gastam seus recursos e a percepção do simbolismo das marcas. Nota-se que esses jovens valorizavam a qualidade do que compravam, mas também desejavam itens de marcas reconhecidas, principalmente para certas categorias de produtos, por perceberem prestígio nas marcas, chegando a pagar mais caro por elas. A influência dos pais quanto à escolha de uma marca pelos jovens se dá principalmente em itens de higiene e segurança, enquanto a interação com amigos ocorre frequentemente em redes sociais, pois os jovens valorizam o contato pela Internet, indicada como principal veículo para obtenção de informações sobre assuntos em geral e sobre marcas em particular. 


Palavras-chave


jovens; marcas; preferências; influências.

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Licença URL: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/deed.pt_PT