A Relevância das Novas Tecnologias na Comunicação Organizacional: o Caso dos Websites nas Universidades Portuguesas

Sónia Silva, Teresa Ruão, Gisela Gonçalves

Resumo


A revolução digital protagonizada pelo aparecimento da internet motivou um conjunto de transformações económicas, politicas, culturais e sociais, que provocaram profundas alterações no contexto em que se desenvolvem todas as atividades humanas. A sociedade de informação, fruto do advento desta nova tecnologia, representou um momento de importantes e decisivos progressos quer na comunicação individual quer na comunicação organizacional. É precisamente no contexto organizacional que este estudo pretende focar-se, ao discutir as poten- cialidades que as novas tecnologias trazem para a comunicação organizacional, tendo como particular enfoque a relevância dos websites como meios de comunicação e, as instituições de ensino superior portuguesas como estudo de caso. Para compreender se, de facto, as páginas de internet carecem de particular importância no panorama comunicativo das universidades portuguesas, utilizaram-se como métodos a análise documental e a recolha de dados. Os resultados desta investigação sugerem a relevância das páginas web no contexto comunicacional das universidades portuguesas, como veículos de informação de primeira instância. 


Texto Completo:

PDF

Referências


Bargh, J. & McKenna, K. (2004). The internet and social life. Annual Review of Psychology. 55: 573-590.

Caraça, J. (2005). Prefácio. In G. Cardoso, A. F. Costa, C. P. Conceição & M. C. Gomes, A Sociedade em Rede em Portugal (pp. 7-12). Porto: Campo das Letras – Editores, S.A.

Cardoso, A. (2008). A comunicação política na internet. Análise dos websites dos partidos políticos em Itália. Observatório (OBS*), 7: 180-204. Disponível em: http://obs.obercom.pt/index.php/obs/article/view/173/212.

Cardoso, G.; Mendonça, S.; Paisana, M. & Lima, T. (2015). A Internet e o consumo de notícias online em Portugal 2015. Lisboa: OberCom – Observatório da Comunicação.

Cardoso, G.; Mendonça, S.; Lima, T.; Paisana, M. & Neves, M. (2014). A Internet em Portugal – sociedade em rede 2014. Lisboa: OberCom – Observatório da Comunicação.

Cardoso, G.; Espanha, R.; Lima, T. & Paisana, M. (2012). A sociedade em rede em Portugal 2012 – A internet em Portugal. Lisboa: OberCom – Observatório da Comunicação.

Cardoso, G.; Firmino da Costa, A.; Palma Conceição, C. & Carmo Gomes, M. (2005). A sociedade em rede em Portugal. Porto: Campo das Letras – Editores, S.A.

Cardoso, G.; Espanha, R. & Gonçalves, A. (2007). A internet em Portugal (2003-2007). Lisboa: OberCom – Observatório da Comunicação.

Carrera, F. (2012). Marketing digital na versão 2.0: o que não pode ignorar. (2a ed). Lisboa: Edições Sílabo, Lda.

Carrillo, V. & Ruão, T. (2005). La reputación en las universidades: de la identidad local a la reputación europea. Actas do V Congresso de Comunicação Local: 14-16, Universitat Jaume I De Castellón, Espanha.

Castells, M. (2007). A galáxia da internet reflexões sobre internet, negócios e sociedade. (R. Espanha, Trad.). (J. Oliveira & G. Cardoso, Coord.). (2a ed). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. (Obra originalmente publicada em 2001).

Castells, M. (2001). A era da informação: economia, sociedade e cultura. (R. Venancio Majer & K. Brandini Gerhardt, Trad.). (5a ed). (Vol. 1: A Sociedade em Rede). São Paulo: Editora Paz e Terra S.A. (Obra originalmente publicada em 1999).

Comunicarte Publishing. (2010). Web trends – 10 cases made in web 2.0. Gaia: Edições Sílabo.

Direção Geral de Ensino Superior. (s.d.). Instituições de Ensino Superior Portuguesas. Disponível em: www.dges.mctes.pt/DGES/pt/Reconheciment o/NARICENIC/Ensino+Superior/Institui%C3%A7%C3%B5es+de+Ens ino+Superior+Portuguesas/

Evolução da Informática TIC – Moimenta da Beira. (s.d.). A internet em Portugal. Disponível em http://infoevo.escolasmoimenta.pt/9d06m01.

Gray, B.; Fam, K. & Llanes, V. (2003). Branding Universities in Asian Mar- kets. Journal of Product & Brand Management, 2 (12): 108-120.

Jenkins, H.; Ford, S. & Green, J. (2014) Cultura da conexão: criando valor e significado por meio da mídia negociável. (P. Arnaud, Trad.). São Paulo: Editora Aleph. (Obra originalmente publicada em 2013).

Luvizotto, C.; Fusco, E. & Scanavacca, A. (2010). Websites educacionais: considerações acerca da arquitetura da informação no processo de ensi- no-aprendizagem. Educação em Revista, Marília, 11(2): 23-40.

Marques, M. (2012). Marketing e comunicação: a web como ferramenta para a promoção turística dos hotéis da Costa do Estoril. (Dissertação de Mestrado). Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Portugal.

Marcelo, A. (2005). Novos media: inauguração de novas formas de sociabilidade. Actas do III Sopcom, VI Lusocom e II Ibérico. Covilhã: Universidade da Beira Interior.

Nunes, F. (2004). A apropriação das tecnologias de informação e comunicação na sociedade portuguesa. Scripta Nova Revista Electrónica de Geografía e Ciencias Sociales Universidad de Barcelona. 8(170): 40. Disponível em: www.ub.edu/geocrit/sn/sn-170-40.htm .

Origens da Internet. (2011). O aparecimento da internet em Portugal. Dispo- nível em: http://otiblog1.blogspot.pt/2011/01/o-aparecimento-da-internet-em-portugal.html.

Poupinha, L. & Espanha, R. (2005). A existência net: o valor da net para relações públicas/ comunicação estratégica. Comunicação e Sociedade – Comunicação Estratégica, 8: 209-217.

Póvoas, R. (2009). Relações públicas sem croquete: uma visão moderna das RP. Lisboa: Gestão Plus Edições.

Ruão, T.; Salgado, P.; Freitas, R. & Ribeiro, P. (2014). Comunicação organizacional e relações públicas, numa travessia conjunta. Comunicação Organizacional e Relações Públicas: horizontes e perspetivas. Relatório de um debate, Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, 16-39.

Ruão, T. (2008). A comunicação organizacional e os fenómenos de identidade: a aventura comunicativa da formação da Universidade do Minho, 1974-2006. (Tese de Doutoramento em Ciências da Comunicação). Universidade do Minho, Portugal.

Ruão, T. (2005). O papel da identidade e da imagem na gestão das universidades. IV Congresso da SOPCOM – Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação, Universidade de Aveiro, 20/21 de outubro.

Ruão, T. (2001). O conceito de identidade organizacional: teorias, gestão e valor. II Congresso da SOPCOM – Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.

Póvoas, R. (2009). Relações públicas sem croquete: uma visão moderna das RP. Lisboa: Gestão Plus Edições.

Suarez, A.; Moreira, R. & Carrapatoso, E. (2006). Comunicação institucional no ensino superior: visitas virtuais e usabilidade. Conferência Ibérica de Sistemas e Tecnologias de Informação, Esposende.


Apontadores

  • Não há apontadores.