Papéis dos usuários na circulação jornalística em sites de rede social: os atentados de Paris no Twitter

Gabriela Zago

Resumo


O artigo aborda os papéis dos usuários na circulação e na recirculação jornalística em torno de um acontecimento es- pecífico: os atentados ocorridos em Paris no final de 2015. O estudo é operacionalizado a partir da identificação de elementos da estrutura da rede em torno das postagens sobre o acontecimento, em especial em termos de identificação dos atores principais e dos diferentes papéis exercidos pelos usuários que tuitaram sobre o evento. Os resultados apontam para um papel proeminente da imprensa tradicional no sentido de dar credibilidade à informação repassada, combinado a um papel fundamental por parte de usuários comuns no sentido de espalhar a informação. 


Texto Completo:

PDF

Referências


Alter, C. (2015, Nov. 13). What we know about the Paris attacks. TIME. Dis- ponível em http://time.com/4112639/paris-attack-terror-bataclan-hollan de/

Belochio, V. (2012). Jornalismo em contexto de convergência: implicações da distribuição multiplataforma na ampliação dos contratos de comuni- cação dos dispositivos de Zero Hora. Tese (Doutorado em Comunicação e Informação), Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Bruns, A. & Burgess, J. (2012). Researching news discussion on Twitter: new methodologies. Journalism Studies, 13(5-6): 801-814. Versão dos auto- res disponível em http://snurb.info/files/2012/Researching News Discus- sion on Twitter.pdf

Cha, M.; Benevenuto, F.; Haddadi, H. & Gummadi, K. (2012). The world of connections and information nflow in Twitter. IEEE Transactions on Sys- tems, Man and Cybernetics, Part A: Systems and Humans, 42(4): 991- 998. Disponível em http://ieeexplore.ieee.org/xpl/articleDetails.jsp?arnu mber=6156464

Degenne, A. & Forsé, M. (1999). Introducing social networks. Londres: SagePublications.

Ellison, N. B. & Boyd, D. (2013). Sociality through social network sites. In W. H. Dutton (Org.). The Oxford Handbook of Internet Studies (pp. 151-172). Oxford: Oxford University Press.

Freeman, L. (1979). Centrality in social networks: conceptual clarification. Social Networks, 1: 215-239.

Heinrich, A. (2011). Network journalism. Londres: Routledge.

Jenkins, H.; Ford, S. & Green, J. (2013). Spreadable media. New York: NYU

Press.

Lehmann, J.; Castillo, C.; Lalmas, M. & Zuckermann, E. (2013). Finding news curators in Twitter. Proceedings of the 22nd International World Wide Web Conference – WWW’13: 863-869, ACM Press.

Mitchell, A. & Page, D. (2014). State of the news media 2014: overview. Pew Research Center.

Recuero, R. (2009). Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina. Recuero, R. & Zago, G. (2012). A economia do retweet: redes, difusão de

informações e capital social no Twitter. Contracampo, 24.

Recuero, R.; Bastos, M. & Zago, G. (2015). Análise de redes para mídia

social. Porto Alegre: Sulina.

Russell, A. (2011). Networked: a contemporary history of news in transition.

Cambridge: Polity Press.

Scott, J. (2013). Social network analysis, 3. ed. Londres: Sage Publications.

Smith, M.; Rainie, L.; Himelboim, I. & Shneiderman, B. (2014, Fev. 20). Mapping Twitter topic networks: from polarized crowds to community clusters. Pew Research Center. Disponível em http://www.pewinternet.o rg/2014/02/20/mapping-twitter-topic-networks-from-polarized-crowds-t o-community-clusters/

Wasserman, S. & Faust, K. (1994). Social network analysis: methods and applications. Cambridge: Cambridge University Press.

Zago, G. (2014). Circulação e recirculação de narrativas do acontecimento no jornalismo em rede: a copa do mundo de 2014 no Twitter. Tese (Doutorado em Comunicação e Informação), Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Zago, G. & Belochio, V. (2014). Remediação da experiência de consumo de notícias em sites de redes sociais. Contemporanea, 12(1): 90-106.

Zago, G. & Bastos, M. T. (2013). Visibilidade de notícias no Twitter e no Facebook: análise comparativa das notícias mais repercutidas na Europa e nas Américas. Brazilian Journalism Research, 9(1): 98-115.

Zago, G.; Recuero, R. & Bastos, M. (2015). Quem retutia quem? Papéis de ativistas, celebridades e imprensa durante os #protestosbr no Twitter. Observatorio (OBS*), 9(3): 67-83.


Apontadores

  • Não há apontadores.