Memória, Realismo e Biografia: Entrevista com Margarida Leitão

Ana Catarina Pereira, Eduardo Tulio Baggio

Resumo


Margarida Leitão é licenciada em Montagem Cinematográfica e é mestre em Desenvolvimento de Projeto Cinematográfico, na especialidade Dramaturgia e Realização, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Realizou várias curtas-metragens de ficção e documentários, que foram exibidos em festivais por todo o mundo e na televisão. A sua primeira curta Kilandukilu/Diversão ganhou uma menção honrosa no Festival Internacional de Curtas de Vila do Conde. A curta A Ferida e o documentário Muitos Dias tem um Mês tiveram estreia comercial. O documentário Design atrás da Grades, uma coprodução com a RTP 2, recebeu o Prémio Melhor Documental Transfrontera no Festival Internacional Extrema’Doc. O seu último filme, Gipsofila, além de outros prémios nacionais e internacionais, recebeu o Prémio Especial do Júri no Festival Internacional de Turim e teve exibição nos canais TVCINE. Além de se dedicar à realização, trabalha regularmente como montadora e anotadora. Atualmente é professora na área de montagem na Escola Superior de Teatro e Cinema, e de Pesquisa para documentário na Escola de Tecnologias Inovação e Criação (ETIC). O seu trabalho recente explora imagens de arquivo familiar ou cinematográfico, perscrutando as fronteiras do ensaio audiovisual. Gestos do Realismo é citado na lista dos melhores ensaios audiovisuais de 2016 pela Fandor.


Palavras-chave


forma, mulher, referências

Texto Completo:

PDF

Referências


Não existem citações.


Apontadores

  • Não há apontadores.



Este trabalho está licenciado com uma Licença  Licença Creative Commons
 

 
Sites de interesse | Sitios de interés | Sites d'intérêt | Sites of interest: