Peregrino: uma análise audiovisual a respeito de Antônio Conselheiro

Pedro Martins Mallmann

Resumo


O trabalho a seguir apresenta uma análise de como a imagem de Antônio Conselheiro, líder do movimento messiânico ocorrido em Canudos, foi representada em documentários desde os anos 1970 até o presente momento. Serão analisadas quatro películas, buscando principalmente pensar os discursos religiosos e sociais apresentados sobre o personagem, bem como as mudanças nesses mesmos aspetos ao longo do tempo.

Palavras-chave


Antônio Conselheiro; imagem; documentário

Texto Completo:

PDF

Referências


Cardel, L. (2015). Canudos: A “essência” do sertão baiano. Extraprensa, janeiro/junho, Ano IX(16). USP.

Cunha, E. da (2009). Os Sertões (Campanha de Canudos). Coleção Clássicos comentados I. São Paulo: Ateliê Editorial.

Galvão, W. (2002). O Império do Belo Monte: Vida e morte de Canudos. Coleção História do Povo Brasileiro. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo.

Hartog, F. (2001). A testemunha e o historiador. In S. Pesavento (org.), Fronteiras do Milênio. Porto Alegre: Editora da Universidade/ UFRGS.

Pollak, M. (1992). Memória e Identidade Social. Estudos Históricos, 5(10). Rio de janeiro.

Sá, A. (2008). Canudos plural: imagens em movimento do sertão em guerra. ArtCultura, jul.-dez., 10(17): 205-219, 217. Uberlândia.

Scherer-Warren, I. (2006). Das Mobilizações às Redes de Movimentos Sociais. Sociedade e Estado, jan.-abr., 21(1): 109-130. Brasília.

Vasconcellos, P. (2017). Antonio Conselheiro por ele mesmo. São Paulo: É Edições.


Apontadores

  • Não há apontadores.



Este trabalho está licenciado com uma Licença  Licença Creative Commons
 

 
Sites de interesse | Sitios de interés | Sites d'intérêt | Sites of interest: