O cinema documentário de Miguel Mirra e o movimento de documentaristas. O cinema junto aos oprimidos

Luis Jorge Orcasitas Pacheco

Resumo


O presente trabalho é uma aproximação da trajetória e da obra documen- tal de Miguel Mirra, cineasta argentino que desenvolveu diversos trabalhos no âmbito da comunicação e da produção audiovisual, motivado pelas ações dos movimentos sociais que foram se formando em seu país durante as três últimas décadas. Nesse contexto, propomos refletir e analisar os métodos, os conceitos e as formas que este diretor estruturou como um tipo de cinema documentarista de cunho social e político, cujo objetivo foi dar visibilidade e ser solidário aos oprimidos, aos excluídos e aos povos explorados. Partindo de um marco referencial com componentes históricos, políticos, econômicos, argumentativos e estilísticos, o projeto tem como objetivo uma reflexão analítica sobre as propostas cinematográficas, culturais e ideológicas de Miguel Mirra, cujo cinema documentário é um reflexo imediato dos movimentos cinematográficos surgidos na Argentina a partir da segunda metade do século XX, o que terminou proporcionando a projeção de um ponto de vista distinto, e, dessa forma, gerando visões e campos alternativos na esfera pública.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 
Este trabalho está licenciado com uma Licença  Licença Creative Commons
 

 
Sites de interesse | Sitios de interés | Sites d'intérêt | Sites of interest: