Parto humanizado, empoderamento feminino e combate à violência: uma análise do documentário O renascimento do parto

Ana Teresa Gotardo

Resumo


Este artigo objetiva analisar as narrativas do documentário brasileiro O renascimento do parto. Para tanto, será empreendida uma leitura polivalente, não- dominante, que visa compreender como os discursos sobre violência obstétrica, saber científico e tecnológico modernos, institucionalização e controle sobre o corpo, sobre a vida (biopoder) são desconstruídos por meio da “volta ao primitivo”, ao natural, ao humanizado, à experiência sensível e de empoderamento da mulher.

Palavras-chave: violência obstétrica; empoderamento feminino; parto humanizado; Modernidade; Pós-Modernidade; cinema documentário.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 

Este trabalho está licenciado com uma Licença  Licença Creative Commons
 
 
 

 
Sites de interesse | Sitios de interés | Sites d'intérêt | Sites of interest: