O cinema como errância – os deslocamentos como objetos: o documentário aforístico de Llorenç Soler

Rafael Tassi Teixeira

Resumo


O trabalho incursiona pela reflexão teórico-analítica das composições fílmicas de um dos pioneiros do cinema documental ensaístico na Espanha, buscando aproximações entre os discursos fílmicos e a análise da obra teórica do cineasta valenciano Llorenç Soler; tenta tecer articulações entre as narrativas cinematográficas, as estilísticas documentais e a convergência biográfica-performativa das obras do cineasta.

Palavras-chave: documentários em primeira pessoa; teoria dos cineastas; Llorenç Soler. 


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 
Este trabalho está licenciado com uma Licença  Licença Creative Commons
 

 
Sites de interesse | Sitios de interés | Sites d'intérêt | Sites of interest: