Contra-archivos: estrategias de apropiación de imágenes y sonidos de perpretadores

Mariano Veliz

Resumo


O artigo analisa dois curta-metragens da diretora paraguaia Paz Encina, Familiar (2014) y Arribo (2014). O seu trabalho com imagens e sons do Archivo del Terror do Paraguay leva a questionar tanto a possibilidade de desmantelar a sua função repressora inicial como a conversão do prontuário em retrato de resistência. Palavras-chave: arquivo, cinema, Paraguai, prontuário, retrato.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 
Este trabalho está licenciado com uma Licença  Licença Creative Commons
 

 
Sites de interesse | Sitios de interés | Sites d'intérêt | Sites of interest: