Recife falso: a construção do falso documentário no curta-metragem Recife frio

Caue Nunes

Resumo


Nos últimos dez anos, o documentarismo brasileiro passou por uma série de experimentações narrativas e estéticas que estabeleceram um diálogo com a ficção. Diversos filmes jogam com as fronteiras entre um gênero e outro. Mattos (2011) chama de “quarteto da desconfiança” quatro filmes representa- tivos desse gênero híbrido: Jogo de cena (2007), de Eduardo Coutinho, Santiago (2008), de João Moreira Salles, Juízo (2008), de Maria Augusta Ramos e Serras da desordem (2008), de Andrea Tonacci. Segundo Mattos (ibid.): “o cinema de não-ficção se reinventou, beneficiou-se das tecnologias digitais e passou a absorver projetos antes direcionados ao cinema experimental, ao ensaio cinematográfico e à videoarte.” 


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 

Este trabalho está licenciado com uma Licença  Licença Creative Commons
 
 
 

 
Sites de interesse | Sitios de interés | Sites d'intérêt | Sites of interest: