A retórica política de Hitler à luz d’As Origens do Totalitarismo de Hannah Arendt

Francisca Amorim

Resumo


Adolf Hitler é reconhecidamente um dos maiores oradores da história. Tinha grandes conhecimentos da arte da retórica e soube-se dela apropriar para disseminar o antissemitismo, o imperialismo e o totalitarismo na Alemanha entre os anos 30 e 40 do século XX. Neste trabalho, analisa-se o discurso proferido no Reichstag alemão a 20 de fevereiro de 1938. Propomo-nos decompor e exemplificar a retórica política hitleriana, colocando-a em confronto com As Origens do Totalitarismo de Hannah Arendt, obra fundamental para a compreensão das ideologias e da propaganda do nazismo. A trajetória da análise segue as cinco fases da retórica, transversais à elaboração de um discurso – invenção, disposição, elocução, memória e ação – e aborda os meios de persuasão de Aristóteles – ethos, pathos e logos. 


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.